quinta-feira, 24 de setembro de 2009

A SUSTENTABILIDADE NA AMAZÔNIA

Extraído de: www.portalamazonia.globo.com

Nunca, em tempo algum, ouviu-se falar tanto no conceito de sustentabilidade como agora. Depois de ocupar mais as páginas dos discursos políticos,  o termo começa a tomar lugar em projetos desenvolvidos por governos, principalmente em regiões detentoras de floresta, como é o caso da Amazônia. Promover a sustentabilidade é promover a exploração de áreas ou o uso de recursos naturais de forma a não prejudicar  o equilíbrio entre o meio ambiente e as comunidades humanas e toda a biosfera que dele dependem para existir. Especialistas afirmam que, em relação à Amazônia, mesmo em atividades humanas altamente impactantes como a mineração,  extração vegetal e agricultura, pode-se promover desenvolvimento com sustentabilidade gerando renda para os habitantes sem que seja necessário o desmatamento.

Desta forma,  projetos empresariais que atendam aos parâmetros de sustentabilidade, começaram a multiplicar-se por vários lugares antes degradados, numa preocupação ecológica cada vez maior de salvar a Amazônia,  acreditando que, desta forma, também se estaria ajudando no combate ao aquecimento global, que tem nas queimadas, uma de suas causas.

Uma das opções que tem sido apresentada é a comercialização de créditos de carbono, em que,  países ricos compram créditos gerados pela manutenção da floresta em pé, levando em consideração a quantidade de carbono que uma determinada área de floresta produziria. A renda obtida com a venda desses créditos é empregado em atividades que promovam o desenvolvimento sustentável da região.  Na Amazônia, uma única árvore pode conter mais de duas mil  espécies raras de animais. Além disso, florestas tropicais como essa,  são essenciais para manter o equilíbrio do dióxido de carbono na atmosfera. No entanto, a derrubada descontrolada de árvore para venda da madeira e o crescimento da  agricultura e pecuária,  estão destruindo sua rica biodiversidade.

Algumas medidas devem ser tomadas para se alcançar o desenvolvimento sustentável:  utilização da energia de forma mais eficaz com desenvolvimento de fontes de energia renováveis, como  vento e  energia solar, promoção da educação ambiental aos agricultores e, principalmente, eliminação da pobreza,  com projetos eficazes para utilização de recursos da floresta pelos ribeirinhos e comunidades indígenas de forma sustentável.  A Amazônia é um ecossistema complexo e frágil, necessita de leis severas de proteção ambiental e projetos factíveis de sustentabilidade.

Na região, a imensidão do verde engana, pois o solo é quimicamente pobre. Quando a mata  é convertida em monocultura ou em pastagem, há um irreversível impacto ambiental. Como conseqüência, logo a produtividade  decai e os agricultores e pecuaristas abandonam a área para queimar outras quadras, num círculo infinito e cada vez mais voraz.  Promover a sustentabilidade, portanto, já não é mais um simples discurso, mas uma necessidade cada vez mais imperiosa de manter a Amazônia para as gerações futuras, tendo a certeza de que o mais fantástico ecossistema da terra continuará a prover recursos e bem-estar econômico e social para as comunidades que nela vivem. .


Veja vídeos sobre a Amazônia:

Escreva para portalamazonia@redeamazonica.com.br e envie informações sobre a Amazônia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário