quarta-feira, 19 de abril de 2017

VOANDO COMO AS ÁGUIAS

VOANDO COM AS SUAS PRÓPRIAS ASAS
Do livro “Voando Como as Águias”, de Kenneth Hagin.

Deuteronômio 32.11,12

Como a águia desperta o seu ninho, se move sobre os seus filhos, estende as suas asas, toma-os e os leva sobre as suas asas, assim, só o SENHOR o guiou; e não havia com ele deus estranho.
Logo depois que os bebês águias nascem, eles pas­sam um tempo tranqüilos. Aconchegam-se no ninho macio e emplumado, e tudo de que necessitam lhes é trazido. Entretanto, um dia, as coisas mudam. Chega o momento em que a águia mãe agita o ninho!

Agitando o ninho

No momento certo, a águia mãe desce no ninho, bate e agita as suas asas, e faz com que seus filhotes acordem e andem. Então, ela retira do ninho, todas as folhas e penas macias, de tal forma que as aguiazinhas não fiquem confortáveis - quando as jovens águias tentam se deitar, os galhos as espetam. É o momento dos bebês crescerem!
Talvez, você esteja neste mesmo ponto na sua caminhada espiritual. Deus o proveu e o ajudou. Você conhece as Santas Escrituras, mas precisa crescer espiritualmente. É tempo de começar a crer nela por você mesmo.
Algumas vezes, as pessoas atingem uma posição na caminhada com Deus na qual elas se perguntam por que as coisas não estão tão confortáveis como costumavam ser. Provavelmente, isso aconteceu porque elas precisavam crescer! Talvez, Deus as esteja agitando, exatamente como a mamãe águia sacode o seu ninho e bate as asas em cima dos seus filhotes!
Isso é o que o Senhor pode fazer com você. Ele o agita e remove todas as penas macias - tudo na sua vida que faz com que seja fácil ficar espiritualmente complacente. Deus tenta ajudá-lo a levantar-se para começar a sair do seu lugar de conforto e aprender como crer Nele por você mesmo (e não apenas para você mesmo, mas também em benefícios de outros!).

Queda livre

Depois de uns dias de agitação dos seus filhotes e de fazê-los caminhar no ninho espinhento, a mãe entra no ninho, localiza-se atrás deles e bate as asas até que, finalmente, uma das águias sobe até a beirada do ninho.
Entretanto, a águia mãe não fica satisfeita. Com o bater das suas asas, ela, deliberadamente, empurra o primeiro filhote até a beirada, para fora. E lá se vai a pequenina águia em queda livre!
Talvez você pense: "Irmão, esse filhote sou eu! Eu me sinto como se acabasse de ser empurrado para fora da minha vida confortável, e estivesse em queda livre. E daí, o que tenho de fazer?”.
Você tem de fazer o que viu outros cristãos fazerem - usar as suas asas da fé e crer em Deus!

O Pai celestial não o deixará cair

Pobre águia! A única coisa que ela sabe fazer é o que viu mamãe e papai fazerem com aquelas suas asas enormes todas as vezes que voavam para o ninho. Assim, a aguiazinha começa a bater as asas - mas não adianta muito. Então, antes de quase baterem no chão, a mamãe ou o papai se arremetem bem por baixo dela e, gentilmente, seguram-na em suas grandes asas, de volta para o ninho.
Eu gosto disso. Você pode estar no seu limite, prova­velmente, olhando para baixo em uma situação que lhe parece impossível. Ou quem sabe, solto no ar, experimentando suas asas da fé pela primeira vez. Parece como se você estivesse a ponto de bater no fundo de uma rocha e então estará tudo terminado. No entanto, amigo, o Pai celestial não o deixará cair (Ex 19.4)!

DEUTERONÔMIO 32.11

11 Como a águia desperta o seu ninho, se move sobre os seus filhos, estende as suas asas, toma-os e os leva sobre as suas asas.

Sem dúvida, este versículo refere-se à parte de trás da asa de um pássaro, onde o filhote aterrissa quando está na asa dos seus pais.
É interessante notarmos que, logo no dia seguinte, as águias passam pelo mesmo teste. Mas, desta vez, elas estão muito mais forte e voam um pouco mais, antes de serem apanhadas pelas asas de seus pais.
Então, depois de cerca de três dias exercitando-se, de repente, acontece: a pequena águia começa a voar alto com as asas estendidas, majestosamente, na corrente de ar ascendente ao vento. Ela está voando!
Imagino a pequena águia enquanto voa. Ela olha em volta, para a maravilhosa criação de Deus, e pensa: "Oh, isso é divertido!"
O mesmo acontece quando você, pela primeira vez, salta da segurança do seu ninho espiritual e crê em Deus. Não é muito divertido no começo. Mas, uma vez que realmente aprende a voar - a confiar e crer em Deus em todas as situações da sua vida -, você não tem alternativa!
Depois de algum tempo, as asas da sua fé se tornam fortes, porque você as exercita constantemente. Então você não terá problema algum quando um abismo de provas tentar atingi-lo - porque está acostumado a confiar na Palavra de Deus. Dessa forma, você salta exatamente no meio daquele grande abismo, sabendo que a Palavra irá sustentá-lo e conduzi-lo em segurança até o outro lado. Bem, por volta do quinto dia, a mamãe águia não precisará mais empurrar seus filhotes para fora do ninho. Em vez disso, eles se levantam e voam juntos!

                   NÃO TENHA MEDO DE EXPERIMENTAR AS TUAS ASAS!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A BÍBLIA ATRAVÉS DOS SÉCULOS - Bibliologia Introdutória

A BÍBLIA ATRAVÉS DOS SÉCULOS Bibliologia Apresentação A Casa Publicadora das Assembléias de Deus tem a grata satisfação de apre...