sábado, 11 de dezembro de 2010

MENSAGEM DO ALAN (...E NÃO DO ALÁ!)

Atualíssima mensagem e de grande necessidade para os dias de hoje!
Essa eu "pesquei" lá no GENIZAH, onde Alan Brizotti é um dos colaboradores.
Assino em baixo e concordo com TUDO o que aqui está dito!!!

Pr. Sérgio Aparecido Dias



Coisas que Deus nunca prometeu

Alan Brizotti

A lista das coisas que Deus nunca prometeu é enorme. A criatividade duvidosa dos vendedores da fé ultrapassa todos os limites. Prometem o que Deus nunca prometeu, vendem o que Ele nunca comprou e dizem - em nome de Deus - o que o próprio jamais disse. Esse é o estelionato religioso, produto mercadológico dos "irmãos Metralhas" da celestialidade bandida.

Quantas vezes você já ouviu um pregador prometer milhões de coisas antes de pregar? Aí pergunto: e se Deus não quiser fazer nada naquela noite? Quem poderá forçá-lo a fazer? Por causa do surto milagromaníaco que invade as igrejas/empresas da autoajuda sagrada de hoje, esses camelôs eclesiásticos insistem em vender quinquilharias religiosas aos moribundos psicológicos que frequentam os shoppings/templos cotidianos.

Virou mania chamar para si prerrogativas divinas. Já não basta ser apenas um homem de Deus, é preciso ser uma espécie de super-herói, de quebra-galhos divino, um mágico celestial que confunde Deus com um gênio da lâmpada. Muitos preferem ser uma espécie de anjo Gabriel com surto de idiotice a ser gente de Deus andando na terra sobre o chão da humildade.

Deus nunca prometeu facilidades. A vida cristã é caminho de cruz. É andar nas trilhas íngremes das tribulações. É aprender a morrer. Jesus chama seus discípulos e avisa: "Vou rogar ao Pai e ele vai enviar outro Consolador" (Jo. 14. 16). Ora, consolo não é para quem está na festa, no shopping ou no parque de diversões, mas para quem está no luto, na crise, na dor. Essa é a promessa que Jesus fez: Preparem-se para as perdas! O Consolador é uma certeza!

Deus nunca prometeu sucesso em tudo. Principalmente o sucesso sob o ponto de vista da sociedade estranha de hoje. Sucesso para Deus é um retorcido numa cruz salvando o mundo de seus pecados! A lista das bem-aventuranças mostra o tipo de gente que Jesus abençoou com o adjetivo "Felizes": pobres de espírito, os que choram, mansos, famintos e sedentos por justiça, misericordiosos, puros de coração, pacificadores, sofredores e os injuriados e perseguidos pela causa de Cristo (Mt. 5. 3-11). Ou seja, dessa lista exclui-se grande parte dos líderes religiosos dessa igreja/circo da atualidade.

Deus nunca prometeu uma série de outras coisas que se inventam todos os dias nas igrejas. Por exemplo, ele nunca prometeu compensação imediata em troca das ofertas (o próprio termo "ofertar" já implica um doar desinteressado). Ofertas, na Bíblia, sempre vêm acompanhadas de sacrifício (viúva pobre, por exemplo (Lc. 21. 1-4)). Hoje, oferta-se não mais com a dor do sacrifício, mas com a ansiedade do retorno. Já não é oferta, mas investimento no banco da celestialidade.

Não quero as promessas dos empresários de deus. Quero permanecer firme nas promessas do meu salvador. Principalmente na maior de todas: "Eis que venho sem demora" (Ap. 22. 12).


Alan Brizotti toca subversão no Genizah


Leia Mais em: http://www.genizahvirtual.com/2010/06/coisas-que-deus-nunca-prometeu.html#ixzz17oddlFI2
Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial Share Alike

Um comentário:

  1. Pr. Sergio
    A paz

    Posso saber o motivo da sua ausência lá na minha casa virtual?
    Tá zangado comigo?
    Excelente postagem!
    Veja o meu acróstico sobre as nove regras básicas dos banalizadores do sagrado, os "caftens" da prosperidade, e deleite-se com os versos do pastor Joelson do Graça Plena:

    B om mesmo é viver à sombra dos holofotes; viver à sombra da cruz não é tão compensador, em se tratando de finanças.
    A ovelha chora quando nós queremos; por que deveríamos chorar por ela?
    N a busca pela glória pode-se ver que, financeiramente, a pessoal nos recompensa mais que a de Deus
    A o final das contas, em se tratando de igrejas, é muito mais lucrativo ter admiradores do que amigos.
    L ição a ser seguida: O ganho financeiro proverá, sempre, de cargos e títulos e não de dons ou talentos.
    I nteresse pelo crescimento das ovelhas não gera dividendos maiores que o interesse pelo crescimento das ofertas.
    Z elar pelo profano oferece maior retorno financeiro que o zelo pelo sagrado.
    A discrição dá prejuízo à igreja; o lucro só advirá da autopromoção.
    R esultados financeiros expressivos são obtidos, necessariamente, em palcos, e não em púlpitos

    _______________________


    Retratinho, santo, escapulário
    Livro, reza, receita de oração
    Tem de tudo na feira da ilusão
    Depenam e lhe levam o salário
    Tem a fala mansinha do vigário
    Do “pastor” vigarista, espertalhão
    Que se formou no curso de ladrão
    Tenho um nojo danado dessa raça
    No comércio da fé Jesus não passa
    De um produto vendido à prestação

    Saudades do amigo
    Em Cristo Jesus
    Mais que vencedor

    ResponderExcluir