quarta-feira, 4 de agosto de 2010


A microbíblia do pós cristianismo

Postado por Georges Nogueira em ApologiaComportamento |
Cair no chão é um avivamento profético que faz parte de uma visão revelada a alguns prósperos ungidos!
” Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça” (2Tm 3.16).
A bíblia dos dias de hoje é bem mais prática e mais sintética que a Bíblia de antigamente. Em tempos de pós-modernismo, pós-tudo e pós-cristianismo, não se precisa mais de toda aquela empulhação. Toda aquela história de criação do mundo e do homem, dos bichinhos e das plantinhas não tem nada a ver. O mundão está aí para quem quiser e souber aproveitar e pronto. Sem contar que é muito mais “chique” e “descolado” acreditar naquela parada de evolução. Muito maneiro.
Uma Bíblia contendo inacreditáveis sessenta e seis livros é de uma inutilidade tremenda. E o que as pessoas querem é um “deus tremendo” que lhes proporcione um “encontro tremendo”. Sem contar que aquele livrão atrapalha a balada depois do culto. Isso pra quem ainda carrega. Afinal, se não dá tempo de ler tudo aquilo mesmo, pra que ficar carregando? É um estorvo. Será que esse pessoal ainda não percebeu que hoje toda igrejinha tem um datashow ou no mínimo um retro-projetor? Basta ler na parede!
E aquela coisa chata de ter que ficar lendo coisa de Hebreu, Amorreu, Heteu, Saduceu, Fariseu, que coisa mais sem pé nem cabeça! Ter que ficar decorando nome de cidade que nem existe mais. Já não bastam as chatíssimas aulas de história da escola e da faculdade? De que interessa aos crentes pós-modernos e pós-cristãos ficar aprendendo sobre Monte Sinai, Babel, Babilônia? Cativeiro? Que nada, hoje tem as tropas do Obama e a ONU pra isso mesmo, manda logo um míssil lá e liberta o “povo de deus”.
Pensem na chatice de ter que ficar decorando aquelas leis absurdas de honrar pai e mãe e não cobiçar a mulher do próximo! Se todo mundo sabe que Jesus perdoou a mulher adúltera e atualmente adultério nem é mais considerado crime. Tão normal. Aquelas leis são tão antigas que nem mesmo os judeus as respeitam. São leis de uma gente mais ignorante e ultrapassada. Entre outros anacronismos, as leis da Bíblia condenam o homossexualismo. Justo agora que o presidente português liberou o casamento gay, e, no Brasil, o governo acaba de regulamentar o uso do “nome social” no serviço público federal. Isso é bacana, porque você não vai mais ser atendido por aquela louraça do gogó grandão e da cara azul da barba por fazer, e ler em seu crachá que seu nome é Sebastião Durval. Você agora saberá que ele ela se chama Pâmella Chrystyanny!
E o tal do “novo” testamento? Que paradinha mais retrô História de peixinhos e pescadores e camponeses matutos… se liga, hoje a vida é digital e online.
Tá certo que aquele lance do apô (apô é apocalipse, ô quadrado dããã…). Aquele sim, é um livro muito doido de se ler. Com dragão, e luta, e rio de lava… Parece mais um filmaço bomba do Steven Seagal ou então do Jackie Chan. E dá-lhe porrada na besta-fera dos trocentos chifres. E bomba, e fuga no carrão… Uhuuuuu!!! Hasta la vista baby!
Visando justamente resolver estes problemas todos, a “crentaiada” do “sapatinho-de-fogo” acabou por compilar uma nova Bíblia. Tão enxuta e tão exata que nem sequer precisa ser impressa. Cabe na cabeça oca de qualquer um, e tem incríveis 7 versículos. Evidentemente, todos estes formidáveis sete versículos saíram daquele “biblão” antigo. Além disso, a graça toda da coisa está na praticidade dos escritos. É uma compilação sensacional, que traduz tudo aquilo que os “em-vão-gélicos” de hoje em dia querem do deus que os serve (não se assuste, um deus bacana mesmo é aquele que serve aos propósitos da “rapêizi”). Essa conversa de deus que quer que o sirvam, é escravizante e preconceituosa. Vivemos a era da liberdade, e queremos mesmo é a “unção do ispríto”!
Vamos ao caminho da salvação ligeira e maneira, que é direto e reto, versículo por versículo:
1 – Tudo posso naquele que me fortalece. (Fp 4.13) – versículo maravilhoso, cheio da unção, que conforme a “visão” dos crentes pós-cristãos, significa que o irmãozinho, cheio da unção (algumas palavrinhas mágicas, como visão, unção, revelação, profecia, poder e prosperidade devem ser repetidas à exaustão), pode fazer qualquer coisa: pode voar, comprar e não pagar, pegar umas “thuthucas”, tomar uns “gorós”, e o escambau. Tudo isso sempre cheio da  unção. TUDO POSSO, sacou?
2 – Se Deus é por nós, quem será contra nós? (Rm 8.31) Esse, geralmente, significa que qualquer bocudão que fizer algum comentário besta sobre o meu cai-cai está, automaticamente, repreendido, porque se DEUS É POR NÓS, de nada adianta alguma anta com aquele biblão arcaico ficar contra. Tá tudo liberado galeraaaaaa!!!
3 – Nada poderá nos separar do amor de Deus (Deduzido de Rm 8.38-39) Sabe ler? Viu que NADA poderá me separar de Deus? Nem o meu pecado, nem a minha lascívia, nem minha avareza, nem a minha hipocrisia, nem o meu adultério, a minha prostituição, ou a minha idolatria. NADA pode me separar deste deus que me serve acima de tudo. Lembre-se de que deus é pura bondade, e que ele não quer nem saber se você está pecando. Ele só quer te abençoar e pronto! Este é um deus muito carente emocionalmente, e ele sempre precisará da aprovação humana, e por isso mesmo ele não pode e não quer te magoar. Ele é seu papaizinho lindinho e bonzinho (não parece o papai Noel?).
4 – A letra mata (surrupiado de 2 Co 3.6). Essa, serve para explicar porque não se deve ler a Bíblia. Sempre tem um frustrado com uma conversa mole de se arrepender, porque a bílbia diz isso, porque a bíblia diz aquilo… Gentinha despeitada e desocupada que não consegue ver a gente brilhar no meio da “comunidade gospel” (brilhar  com muita unção). Sempre que alguém tentar lhe exortar, dizendo que a Bíblia condena qualquer coisa que te interesse, use este versículo para mandá-lo plantar batatas, e explique em seguida que você não se interessa por essa coisa de teologia, estudo bíblico e outras besteiras de homens. Diga-lhe que o mais importante é o que o “ispríto” lhe revela poderosamente. ÔÔÔÔÔÔÔHHH shambalábacana que decanta e cantaaaa chupabalahaaaaaallssss!!!
5 – Deus é fiel (1Co 1.9, 2Co 1.18 e espalhado pela Bíblia em muitos outros versículos) Este é um coringa. Sempre que quiser, e sempre que não puder encontrar outra desculpa verdade bíblica, use este versículo para mostrar que seu deus é seu escravo fiel. Tome posse da bênçao do deus do ouro e da prata. Determineeeeeeeee que ele entrega na sua mão!
6 – Não julgueis, para que não sejais julgados. (Mt 7.1) Sempre que algum panaca retrógrado quiser lhe “emprenhar pelos ouvidos”, jogue na fuça do infeliz este versículo. Ele é a sua armadura. Ninguém pode te julgar, só seu deus. Se você rouba, mente, adultera ou faz qualquer outra coisa da qual algum destes impertinentes te acusem, mostre-lhe que só seu deus pode te julgar. Mostre-lhe o quanto esta passagem impactou a sua vida! Repita aos gritos que você é um profeta de deus que recebeu uma visão, mas que você não pode compartilhar esta visão com qualquer um, e coloque qualquer crítico no lugar dele!
7 – Deus não faz acepção de pessoas (tungado de At 10.34) finalmente, um versículo para nos inserir na palavra de ordem da vez, que é a diversidade. Ora, se Deus não faz acepção de pessoas, não é da conta de ninguém se você é ladrão, homossexual, prostituta, assassino ou o que mais você quiser. Pode continuar fazendo tudo errado DENTRO da igreja mesmo. Aquele papo de mudar de vida porque se converteu, é conversa de ditador preconceituoso da cabeça atrasada que vive fora da casinha, conte para o mundo que Deus tem um plano para você, e que atendendo a este chamado espiritual cor-de-rosa-fru-fru, você não se importa com o que ninguém diz, nem mesmo essa tal de Bíblia, porque você só olha para Jêzúix !
Com este simples apanhado, você pode ser feliz e viver na unção sossegado. Dominando estes sete versículos, você poderá viver na bênção do deus do ouro e da prata, tendo certeza de que você é um profeta guiado pelo “isprito”, e lembrando-se sempre de que “só há uma coisa que deus não pode deixar de fazer: amar você”. Lembra até aquela musiquinha famosa: “Se eu quiser beber eu bebo/ se eu quiser fumar eu fumo” “Grória a deuso aleluuuuuuuiaaaa”.
Nota do editor: por mais enojante que seja, o que você acabou de ler acima é uma triste reprodução do pensamento da maioria dos que se intitulam cristãos nos dias de hoje. Se você é um cristão sincero e tenta viver de acordo com a Bíblia, tenho certeza de que já foi atacado por um destes versículos distorcidos por algum hipócrita exatamente como visto acima. Caso nunca tenha visto nada disso pessoalmente, o convido a visitar os comentários dos artigos deste blog, e você verá cada uma dessas situações repetida inúmeras vezes.
Nos próximos posts, teremos as exegeses de todos estes versículos e de outras “pérolas cristãs” para ajudar a nos livrar dos estultos que acreditam que podem interpretar Deus através uma “visão” ou de uma “revelação pessoal” que justifique qualquer absurdo, mesmo que isso vá diametralmente contra a Palavra do Senhor.
Acompanhe esse e muitos outros assuntos no endereço abaixo:

Nenhum comentário:

Postar um comentário