sexta-feira, 6 de agosto de 2010

APRENDIZADOS E APRENDIZES
CRÔNICA DE:  Sérgio Aparecido Dias
(...e de quem mais poderia ser?)


Pois é pessoal, a gente aprende certas coisas na escola, que depois nunca usa!

Por exemplo, observe esse enunciado de física: "a menor distância entre 2 pontos é a linha reta". Pode até ser, mas um boi bravo não liga para isso, você não pode correr em linha reta até a árvore mais próxima, senão ele te pega; você tem que correr em zigue-zague, velho!

Sempre se argumentou que precisamos aprender História. Aprender História pra quê, se o que já passou eu vi no jornal de ontem, e o que está acontecendo eu vou ver no jornal das 8 e o resto eu vejo na Internet?

Quanto à química, meu professor nunca me falou da "química que rola". Resultado: uma garota me perguntou se podia "rolar alguma química", eu não sabia o que era e me dei mal. Ou seja: por minha ignorância, não rolou nada!
E sobre o 2° mais conhecido enunciado da física, de que "toda ação gera uma reação", essa eu aprendi quando ofendi um brutamontes que mais parecia um armário, e recebi um baita de um tabefe no pau da venta. Aí eu entendi o seguinte: lá na escola, nós aprendemos na teoria, enquanto que aqui nós aprendemos na prática. Espero não mais ter que levar nenhum tabefe, catiripapo, sopapo, bofetes e coisas do gênero. Valeu nesse caso a teoria aplicada, mas doeu pra danar e foi extremamente humilhante.
Mas é assim mesmo, “vivendo e aprendendo”, é o que minha mãe sempre dizia.
E o nosso povo brasileiro tá careca de saber disso. Aprendemos, por exemplo, que quando se diz de algum treinador de que ele está “prestigiado e tem todo apoio da diretoria”, vai receber um sonoro pé na bunda no dia seguinte. Uns têm sido demitidos por telefone e, em tempos mais modernos, há até os que foram mandados pro olho da rua pela Internet.
Coisas da modernidade. Hoje já se diz que uma criança órfã pode ser adotada por um “casal” gay. Em tempos antigos, um casal era formado por um macho e uma fêmea. Mas hoje, em tempos modernos, um casal pode ser formado por 2 machos ou por 2 fêmeas. Nesses casos, “ele” pode ser “ela” e “ela” pode ser “ele”. A criança adotada deve decidir, mais tarde, se vai se tornar “ela” ou “ele”
Impossível aceitar ou mesmo entender uma perversão dessas. Por isso, estão criando uma lei para obrigar ao povo brasileiro a aceitar que, o homem de hoje, pode ser a mulher de amanhã. Que o indivíduo pode (e até deve) usar uma cueca de dia e uma calcinha de noite. De acordo com esse novo ensino, isso é “normal”. 
O Presidente Lula afirmou ser um “direito inalienável” do ser humano. De acordo com esse raciocínio de jegue, o macho tem o direito (se não o dever!) de sentir-se uma fêmea e derreter-se de paixão por um homem. E a fêmea pode apaixonar-se por uma mulher e ter com ela um tórrido caso de “amor”. O seu “ministro” do Meio Ambiente soltou a franga e rebolou na parada do “orgulho” gay. E o seu ex-“ministro” da Cultura confessou, em entrevista, que gosta de usar as calcinhas de sua mulher, ao invés de suas cuecas.
O mundo está mesmo perdido.  Desse novo tipo de “ensino” e “aprendizado” eu quero a máxima distância. E, se essa porcaria de lei vigorar, seremos obrigados a permitir o ensino dessa aberração nas escolas públicas e particulares, faculdades e universidades, sob pena de interdição do estabelecimento e prisão dos responsáveis.
Igrejas e entidades que forem contrárias a essa bestialidade, correrão o risco de serem lacradas e terem seus programas de rádio e televisão retirados do ar. A simples menção de que essa deturpação é pecado, já será o bastante para que as sanções rigorosas sejam aplicadas e os responsáveis sejam punidos.
Em outras palavras: não poderemos informar aos nossos filhos e netos que eles são machos e devem sentir desejo apenas por fêmeas. E nossas filhas e netas poderão ser apalpadas e molestadas por qualquer professora machuda, e não poderemos protestar quando uma “mestra” sapatão acariciá-las e seduzi-las para as práticas imundas da homossexualidade.
O defensor-mor do homossexualismo no Brasil até recebeu comenda especial e medalha de “honra” por serviços prestados na área de “humanismo” e “sociologia”. Em seu site indecente e imoral, ele fala de seus relacionamentos com rapazes adolescentes “bem dotados” . Afirma sua preferência por jovens na faixa dos 16 anos. É um pedófilo confesso e um depravado assumido. Serão pessoas assim que ensinarão as novas gerações de alunos das nossas escolas.
Pois meus netos e netas jamais serão aprendizes dessa corja de depravados, pois sempre lhes ensinarei que essa imundície é uma aberração da Natureza e que devem seguir as inclinações normais com as quais nasceram: macho é macho e fêmea é fêmea, o que disso passar é anormalidade e bestialidade. E que venham as sanções, perseguições e prisões arbitrárias! E que fechem e lacrem nossos templos! Jamais poderão fechar ou lacrar a Igreja, pois ela é o corpo de Cristo e não é uma entidade visível e palpável. As portas do inferno não prevalecerão contra ela!!!
Levantai-vos, ó aprendizes do verdadeiro ensino, que jamais caduca com o tempo! Levantem-se homens e mulheres, de fato e de verdade, e impeçam que essa lama imunda invada nossos centros de cultura e emporcalhe a nossa Sociedade! O imundo continue imundo, já que aprecia a imundície e a sujidade. Mas não deixemos que nos dite as regras, ou que nos impeça de seguir os ditames da nossa consciência cristã!

Nenhum comentário:

Postar um comentário